ARICADOC. Festival Internacional de Cine Documental (4)

ARICADOC. International Documentary Film Festival



Prazos

22 Jul 2020
Convocatória

30 Ago 2020
Festival fechado

05 Jan 2021
Data de Notificação

11 Jan 2021
24 Jan 2021

Endereço

San Marcos 432,  1000000, Arica, Arica, Chile


Descrição do festival
Festival de curtas-metragens 30'<
Festival de longas metragens >60' 120'<


Requisitos do festival
 Festival de Cinema
 Ficção
 Documentário
 Animação
 Fantástico
 Terror
 Experimental
 Music Video
 Outro
 Qualquer gênero
 Qualquer tema
 SEM taxas de envio
 Festival Internacional
 Localização física
 Data de produção: Qualquer um
 Países de produção: Qualquer um
 Países de gravação: Qualquer um
 Nacionalidades do diretor: Qualquer um
 Filmes de estréia 
 Projetos escolares 
 Curtas-metragens  30'<
 Longa-metragem  >60' 120'<
 Todos os idiomas
 Legendas 
Spanish
Compartilhar em Redes Sociais
 Facebook 
 Tweet





Photo of ARICADOC. Festival Internacional de Cine Documental
Photo of ARICADOC. Festival Internacional de Cine Documental

Photo of ARICADOC. Festival Internacional de Cine Documental
Photo of ARICADOC. Festival Internacional de Cine Documental

Spanish
English
Portuguese ML


Início do Festival: 11 Janeiro 2021      Fim do Festival: 24 Janeiro 2021

Qual é o sentido de fazer festivais que celebram o cinema no contexto da crise sistêmica que estamos passando? Pode-se pensar que não muito, especialmente se considerarmos que a maioria dos filmes lançados massivamente compartilhar sendo obras produzidas na lógica da indústria do entretenimento atual. Filmes cujas narrativas realçam uma certa visão de mundo prevalecente, em torno do qual parece mais fácil imaginar o fim do planeta do que o fim do capitalismo. Trabalhos onde a revolução é encarnada por palhaços esquizofrênicos e pela democracia neoliberal defendida por super-heróis filofascistas. Uma indústria de entretenimento que se posiciona com um papel central na naturalização das trágicas contradições que caracterizam atualmente o Sistema Mundial.

É precisamente por isso que é mais necessário do que nunca realizar Festivais e todo tipo de eventos cinematográficos que ajudem a ampliar o acesso aos cineastas e artistas que, questionando radicalmente o estado do nosso mundo, propõem narrativas alternativas para aprendê-lo, compreendê-lo e talvez intervir. Cinemas periféricos e ampliados, obras que recuperam a empatia por outras formas de interação humana, não mediadas pela exploração do ser humano e seu meio ambiente.

É a partir deste sentimento+pensamento que queremos convidá-los novamente, queridos amigos, para fazer parte da quarta versão do AricaDoc, Festival Internacional de Documentário. Que, por razões que todos sabemos, será feito de forma híbrida; considerando funções presenciais em espaços públicos da cidade, além de uma plataforma digital online, especialmente projetada para salvaguardar a experiência de visualização e a segurança dos trabalhos participantes.

Embora a matriz do nosso festival tenha sido a experiência presencial e coletiva do cinema, neste novo contexto decidimos abraçar o potencial da virtualidade. Com o qual esperamos chegar a novas comunidades, além de integrar em nossa programação obras de Não-Ficção que têm seu ecossistema primário na Internet, como, por exemplo: paisagens sonoras geolocalizadas, fotogrametria e tours 3D, documentários intertextuais e intertextuais, trabalhos de vídeo em 360º e ampliados realidade entre muitas outras possibilidades. Adicionando assim uma nova categoria, que chamamos de “Experiências Online”, que acompanhará nossa programação regular de longas-metragens, curtas-metragens e documentários por e para meninas, meninos e jovens.

Somos um Festival não competitivo e não comercial, parte integrante de um programa de ação cultural que trabalha para ampliar a experiência cinematográfica em comunidades urbanas, rurais e indígenas no norte do Chile. Sabemos que o cinema não mudará por si só as sociedades em que vivemos, mas estamos convencidos de que ele pode fazer parte de processos transformadores mais amplos, que procuram ativar formas mais justas e amigáveis de convivência social e ambiental.

1.1 Longas filmes

a) Podem participar documentários produzidos em qualquer país e que tenham sido concluídos a partir de janeiro de 2019.

b) Os filmes devem ter uma duração mínima de 60 minutos.

c) Obras que não são faladas em espanhol devem, preferencialmente, ter legendas nesse idioma, ou não em inglês. Neste último caso, e se selecionado, os autores devem inscrever uma transcrição do filme para tradução pela equipe do festival.

1.2 Metragens e Curtas-Metragens

a) Podem participar documentários produzidos em qualquer país e que tenham sido concluídos a partir de janeiro de 2018.

b) Devem ter uma duração máxima de 59 minutos (créditos incluídos).

c) Obras que não são faladas em espanhol devem, preferencialmente, ter legendas nesse idioma, ou não em inglês. Neste último caso, e se selecionado, os autores devem inscrever uma transcrição do filme para tradução pela equipe do festival.

1.3 Documentários de e para meninas, meninos e jovens
Trabalhos dirigidos por e para jovens meninos e meninas.

Com especial atenção às obras nascidas de espaços de criação comunitária onde os jovens têm uma participação relevante no processo.

a) Podem participar obras produzidas por jovens e para jovens (entre 5 e 18 anos) realizadas em qualquer país e concluídas a partir de janeiro de 2016.

b) Devem ter uma duração máxima de 30 minutos (créditos incluídos)

c) As obras que não são faladas em espanhol devem, preferencialmente, ter legendas nesse idioma.

1.4 Experiências Online

Campo de criação composto por aquelas propostas criativas ligadas à não-ficção, e que têm a Internet como seu ecossistema de existência. Por exemplo; paisagens sonoras geolocalizadas, fotogrametria e passeios 3D, documentários intertextuais e intertextuais, trabalhos em vídeo 360º, realidade aumentada, entre outras possibilidades.

a) As obras produzidas em qualquer país, que tenham sido concluídas a partir de janeiro de 2016, poderão participar.

b) Obras que não são faladas em espanhol devem, preferencialmente, ter legendas nesse idioma, ou não em inglês. Neste último caso, e se selecionado, os autores devem inscrever uma transcrição para tradução pela equipe do festival.



  

 
  

Descubra grandes filmes e festivais, um clique de distância

Registrar
Login